O Circo dos Horrores Apresenta

Senhoras e senhores, aproximem-se! Venham ver um espetáculo inesquecível! Não, jovem – sim, você mesmo -, não tenha medo. O senhor de chapéu, sim, venha fazer seu dinheiro valer a pena. Maravilhem-se com o que há de mais angustiante, mais enojante, mais incrivelmente absurdo de suas vidas! Venham desfrutar do horror desse imenso monstro de sete cabeças, senhoras e senhores. Uma mistura misteriosa da mais indigna feiúra e sensual beleza. Essa criatura, caros expectadores, nasceu dos confins das caravelas e dos navios negreiros. Um Frankstein de desenvolvimento distorcido, cujo próprio criador ignora. Cardíacos, crianças e gestantes, por favor, retirem-se: essa cena mexerá com suas entranhas. Senhoras, segurem firme seus acompanhantes e, senhores, tomem conta de suas carteiras. Sua pele é branca que nem as nuvens, negra como carvão e amarela como a luz do sol. Seus braços são marcados pelo relevo de suas veias e suas pernas são verdadeiros blocos de concreto. Seus pés amassados levam as marcas do peso do café, do açúcar, da madeira, da cruz, que mal deixam a pobre criatura andar. Seu suor é de água doce, mas suas lágrimas derramam óleo preto. Seus longos cabelos estrelados cobrem as cicatrizes deixadas pelo chão árido. Não há nada mais curvilíneo que seu corpo, de protuberantes qualidades. Sua voz é suave como um suspiro que, como o canto das sereias, encanta os desavisados. É o mascote dos coronéis e engrenagem daqueles que em Deus confiam. Não há o que temer, caros senhores e gentis senhoras, pois não passa de uma dócil criatura. Não se intimidem com seu estado caótico, pois possuímos as rédeas. A besta é cega e alegre, capaz de se divertir com o som de seu próprio ritmo. Vibra com o canto de torcidas e se deleita com o masoquismo do calor de mil sóis! Aproveitem, portanto, senhoras e senhores, pois com alguns trocados, somente ALGUNS, é possível assistir ao espetáculo de suas vida: a incrível besta de quinhentos anos! Venham gozar da verdadeira beleza! Venham testemunhar a crua feiúra! Venham chorar com o retrato de uma nação!

Deixe uma resposta

LEIA TAMBÉM

(divulgação)
PARA LER

13 livros que todos deveriam ler ao longo da vida

A lista foi compilada pela revista Galileu: 1 O Homem que Calculava, Malba Tahan “Indico para os não amantes de matemática, para terem outra visão da ciência dos números.” – Leandro Millis, pelo Twitter. 2 Ensaio sobre a Cegueira, José Saramago “O livro nos leva à reflexão de que, interiormente, somos seres que não conhecemo.” – Miguel, pelo […]

LEIA +
PARA LER

Femme Terrible: o pecado de ser mulher em 20 frases

Cruéis, megeras e terríveis. Esterótipos sociais femininos em frases de grandes escritores. Instáveis, complicadas, histéricas e não-confiáveis. Os estereótipos femininos vão além das virtudes. Desde que Eva quebrou a perfeição da vida no Éden pela desobediência e curiosidade irresponsáveis, a mulher, mesmo em países com muitos avanços na questão da igualdade de direitos entre os […]

LEIA +
(divulgação)
PARA LER

Aplicativo mapeia lugares ligados à obra de Machado de Assis

Um aplicativo pretende angariar novos leitores de Machado de Assis (1839-1908) reunindo os endereços citados em seus livros e os locais associados ao cotidiano do escritor. Batizado de “Rio de Machado”, o programa gratuita apresenta em um mapa as informações que contextualizam cada local em relação à vida e à obra de Machado. Esta lá, […]

LEIA +